sábado, 30 de abril de 2011

MISANTROPO


Mácula inacabável do descaso a outrem,


Incendeia a candeia fúnebre egocêntrica


Sem indulgência tanto hoje, como amanhã.


Antes, pensava-se ser algo transitório e,


Natural da laia injusta de outrora.


Todavia,


Rastros ativos na modernidade


Obrigam a faceta oculta ressurgir


Perpetuando a herança maldita do fisiologismo,


Onde há retiro e consternação.




JRA (o poeta da verdade).


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Licença de direitos autorais(leia com atenção). Ao copiar textos, lembre de acrescentar os créditos. Licença Creative Commons
This work is licensed under a Creative Commons Attribution License.