quinta-feira, 20 de novembro de 2014

PAZ DO MEU CORAÇÃO NEGREIRO











Coração negreiro
Bate forte no peito.

Hoje, urrando anos devorados em sofrimento
Declamo versos enlaçados em desejo
A ti! Preto Cosme ilustre guerreiro...


Nem bentevis, nem cabanos!
É a balaiada a firmar a libertação
Através do passo sofrido da pacificação.

Hoje a fleuma é recompensada
Em lembrar que a ti e por ti
Meu sangue é brioso

Por ser banhado por lutas de emoção
A cada quilombo espalhado
Por diversas terras e veredas
Dos engenhos açucareiros
Ficando no esquecimento
A dor praticada pelo feitor algoz.


Mas, nunca deixando a voz s
ilenciar!

E, lembrar que a paz de hoje 
É orgulho e respeito
A cantar e cantar

Brasil adentro...

JRA (o poeta da verdade).

2 comentários:

  1. AI, QUE LINDO JOH!
    CONTINUE ASSIM!

    e viva a Princesa Isabel senão vc e eu estaríamos debaixo da chibata! lerehhhhhhh lerehhhhhhhhhh... huahuahuahuahua

    ResponderExcluir
  2. Olá, gostaria que com este dom que Deus te presenteou, você comentasse sobre a falta de projetos para erradicar o analfabetismo no Brasil e o descaso com a educação em geral.
    Não sei se através de conto ou crônica, mas a verdade é que o capitalismo em forma de terrorismo tem transformado o mundo em um inferno. "Somos mais que consumidores em potencial massacrados pelos cultuadores à moeda, somos cristãos. O cristão é um soldado que batalha para que os verdadeiros valores vençam, custe o que custar".

    Um Abraço
    Manente

    ResponderExcluir

Licença de direitos autorais(leia com atenção). Ao copiar textos, lembre de acrescentar os créditos. Licença Creative Commons
This work is licensed under a Creative Commons Attribution License.