sexta-feira, 23 de janeiro de 2009

A FLOR DE MEU JARDIM




A estação mudou
Aberto o verão
O jardim parou
Aja solidão .
Onde estará a flor?
No monte não
No jardim não
No coração ...
A dona do canteiro
Não divulgou onde
Deixou a sementeira.
Agora o que fazer?
Buscar auxilio no vizinho
Pulando a cerca
Fuçando de mansinho.
Será ?
A flor de meu jardim
Não surge assim.
Agora o que fazer?
Colocar a mão no peito
Sentir por inteiro
O coração emotivo
De moleque travesso.
A lembrar , lembrar e lembrar
A dona do canteiro não quis falar
Esperou o infante germinar
A semente do jardim a desejar.
No monte não
No jardim não
No coração sim!
A estação mudou
Aberto o inverno
O jardim parou.
Não!
A nova estação
Apenas aguarda
Com o coração
A semente certa.

JRA (o poeta da verdade).


2 comentários:

  1. Flores são muito temperamentais... ainda q amorosas!
    beijos

    ResponderExcluir
  2. Gostei muito do poema A FLOR DO MEU JARDIM..., aliás estou te acompanhando e gostando de tudo o que escreve...
    Não sei fazer lindos comentários, fiz esse para vc saber que ando por aqui viu!

    abraços...

    ResponderExcluir

Licença de direitos autorais(leia com atenção). Ao copiar textos, lembre de acrescentar os créditos. Licença Creative Commons
This work is licensed under a Creative Commons Attribution License.