DIA DE SOL




Dia de sol sem trégua

Caminha por léguas

Sem cansar delega

Que hoje aquece o bem que leva.


Dia de sol só acaba quando abraça

A lua que se passa

De uma fase de cheia taça

Como vinho que desce e marca.


Dia de sol se faz como molde elegante

Então busco meu traje mais vibrante

E assim desfilo de um lado a outro irradiante.


Dia de sol é raio de luz

E traz uma nuvem azul

De todos os ares do sul.


E quando o dia de sol vai

É a lua que chega e atrai

Como companheira adversa que entra e sai.



JRA (o poeta da verdade).




Comentários

  1. ia fazer um comentário sobre o que entra e sai, mas é melhor não perverter um poema tão bonito! hehehehe...
    beijos

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

JARDIM DAS FLORES - "DIA DAS MÃES"

MIMOSA SAUDOSA

QUADRADO