quarta-feira, 21 de janeiro de 2009

DEDO LIVRE

Letra a letra a digitar
Parelha o bel-prazer de voar
Pelo universo do folheto
Com a palavra formada
No baque que há.

Caracteres é virtual
Letras é manual
Mas a vontade
Ah, vontade!

Dedo livre nem sempre
É benquisto em todo lugar.
Mas inebriar é preciso!

Então vamos ponderar
Ponderar no mar
Mar este de palavras
Que de letra a letra a digitar
Somasse a vontade de voar.

Mas não!

Não é a vontade de voar!

É a cobiça de flutuar
De letra em letra
No mar desmedido
Do alento que chega
Sem eu e você esperar...

Assim é o dedo livre
Quando temos vontade
De usar...

JRA (o poeta da verdade)


2 comentários:

  1. pensando em dedo livre, pensei em qualquer coisa, menos no q vc escreveu! hahahaha

    QUE LINDO, PARABÉNS, CONTINUE ASSIM!!!

    ResponderExcluir
  2. Oi nobre amigo!

    Enfim..consegui um tempo para apreciar seus escritos...não é surpresa que os admiro muito.
    E é claro que não poderia ficar sem comentar esse post em especial...afinal é o que geralmente acontece com quem adora escrever..DEDOS LIVRES..siiiimmmm!
    Completamente sem amarras, dispersos e dispostos a escrever o que fala o coração.
    PARABÉNS!

    Bom final de semana!

    Abraços.

    ResponderExcluir

Licença de direitos autorais(leia com atenção). Ao copiar textos, lembre de acrescentar os créditos. Licença Creative Commons
This work is licensed under a Creative Commons Attribution License.